You are currently browsing the tag archive for the ‘internet’ tag.

- por Gerson Fogolin* -

 

Internet e redes sociais têm sido as ferramentas mais utilizadas nas estratégias corporativas. As ações de relacionamento com o mercado mudaram e continuam mudando todo o tempo. É uma via sem volta, só de ida.

Apesar de manter a essência de oferecer tudo aquilo que se pode para agradar ao cliente, os meios são outros. E aquele que não se adequar e entender isso, dizem os especialistas, está fadado a ficar na solidão. No Marketing de relacionamento, as redes sociais e a internet são pilares deste novo cenário para as relações entre empresa e cliente. É preciso entender claramente, que não basta clicar algumas vezes no mouse para estreitar esses laços.

Hoje, vale tudo para agradar o consumidor. Com a velocidade que as informações são trocadas atualmente, não dá para imaginar que há pouco tempo, uma reclamação demorasse dias para chegar ao Departamento de Marketing.

Hoje isto acontece instantaneamente e se a empresa não der atenção o estrago é grande. Certamente a interatividade ajudou e ainda pode oferecer mais do que apenas dados. Cada vez mais as empresas aprofundam o seu conhecimento sobre o cliente e aumentam sua presença no meio digital.

Possibilidades são criadas, cursos são oferecidos, ferramentas são desenvolvidas e softwares oferecem soluções, mas o que realmente vale são as pessoas, de um lado ou de outro, são as pessoas que sabem o que querem e validam o que realmente lhes trazem os resultados esperados.

 

*Gerson Fogolin é administrador de empresa, especialista em marketing e coordenador de marketing da Fundação Universa.

- por Gerson Filho* -

Normalmente enxergamos a prestação de serviços antes do relacionamento com o nosso cliente, isto conceitualmente. Primeiro precisamos atender o cliente para, a partir disso, conhecê-lo, captar informações da pessoa como compradora e comportamento do consumidor como usuário, ou seja, segmentá-lo no grupo mais adequado para assim iniciar contatos com condições que acreditamos ser mais vantajosas para manter a sua preferência. Enfim, construir relacionamento por meio da atenção e benefícios conforme a importância dele para o nosso negócio.

Pensando no Marketing de Relacionamento, podemos e precisamos rever nossas estratégias. Considerando a importância que o cliente tem em sua percepção sobre a imagem da nossa empresa, dos nossos produtos e serviços junto aos outros clientes. Essa importância, claro, aumentada significativamente pelo uso da internet como mídia social e pelas redes de clientes em comunidades.

Isso é diferente do pensamento tradicional de marketing em que novos públicos conhecem e têm contato com uma marca em função da capacidade da organização em comunicar e prospectar o mercado. No Marketing de Relacionamento, além dessa capacidade, os novos públicos também conhecem as marcas por comentários de usuários nas redes sociais. E mais que isso, a reconhecem positiva ou negativamente.

Numa situação em que é comum os prospects – ou os clientes potenciais, os futuros novos clientes – oferecerem mais crédito a versão de usuários do que a versão oficial e formal da empresa. Essa nova lógica muda a definição de formação da imagem de marca que, normalmente, é atribuída basicamente ao mix de comunicação da empresa, em especial, a propaganda off-line.

 

*Gerson Filho é coordenador de Marketing

Twitter da Fundação Universa

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: