–  Por André Siqueira*-

” De acordo com os dados divulgados neste mês pela consultoria IDC Brasil, o mercado brasileiro de TIC continuará crescendo em 2012, mesmo com a crise mundial e a desaceleração da economia nos Estados Unidos. Os analistas do setor prevêem um aumento do acima de dois dígitos, com projeções entre 10% e 13%. “ – extraído de Tendências do setor de TI para 2012

 

O crescimento do mercado de TI possui um fator limitador invisível:  o problema da gestão. A maior parte dos gerentes que atuam em tecnologia da informação nas organizações brasileiras têm seu foco voltado para apenas um lado da questão: ou focam a gestão ou focam a tecnologia. O resultado é um modelo de administração que impede os verdadeiros ganhos corporativos com a transformação da Tecnologia em ativo de negócio, em particular na sua articulação como ativo do conhecimento organizacional. Nossos gerentes estão incapacitados para lidar com o problema da gestão, ora por falta de entendimento administrativo, ora por falta de entendimento técnico, mas na maior parte das vezes por incapacidade de olhar para ambos, ao mesmo tempo…

 

Ultrapassando a Inglaterra como sexta economia mundial, fato ocorrido em 2011, o Brasil tornou-se um destino obrigatório para os investimentos mundiais, tanto pela conquista da estabilidade financeira, quanto pela conjunto econômica que permite ao país um desenvolvimento sustentável. Como efeito disto, em interessante nota sobre o Brasil: prósperas oportunidades em 2012, o governo inglês destacou como uma de suas necessidades a criação de sólidas alianças entre o Brasil e o Reino Unido no programa de formação de estudantes de pós-graduação – para direcioná-los em instituições inglesas e o aproveitamento da oportunidade para estabelecer alianças de cooperação em iniciativas que envolvam propriedade intelectual.

Mas deve-se reconhecer as possibilidades das escolas brasileiras na formação de uma mentalidade nacional em administração. É hora de parar com práticas de administração sem um referencial acadêmico. Em breve o mercado brasileiro será invadido por profissionais estrangeiros, com formação em escolas que unem teoria e prática com o parte de seus currículos. Está em nossa agenda – de professores e alunos, de escolas e organizações, a criação de uma nova mentalidade de gestão no Brasil. Uma mentalidade que nos torne agentes e não vítimas da mudança.

 

 

André Henrique de Siqueira – é professor pós-graduação na Universa, mestre e doutorando em Ciência da Informação. Possui mais de 25 anos de experiência em gestão de tecnologia da informação e engenharia de software.