– Por Sibele Godinho*-

Você se lembra do que é quitina? É matéria de ciências do 5° ou 6° ano do ensino médio. Em tempos de escola memorizamos informações que poucos usarão na vida adulta, mas são necessárias para passar de ano e enfrentar o vestibular. Já adultos, ao cursar especializações ouvimos de alguns colegas que eles têm a sensação de que estão aprendendo coisas como a quitina, extremamente interessantes, mas, inúteis profissionalmente. Afinal porque uma disciplina de Responsabilidade Social num MBA de Gestão de Pessoas? Ou porque analisar Gestão Financeira num MBA de Gestão da Comunicação?

Se você tem se feito perguntas neste sentido sugiro algumas reflexões, mas nenhuma delas é positiva. A primeira é a de que se você não sabe por que está estudando determinada matéria no seu MBA, provavelmente é porque não está pronto pra ela. Em instituições sérias e comprometidas com o desenvolvimento do profissional enquanto gestor, matérias aparentemente desconexas são altamente necessárias e aplicáveis no cotidiano. Um coordenador ou gerente de Tecnologia da Informação, por exemplo, deve ter além das suas ferramentas técnicas, a habilidade na gestão de conflitos, matéria que aparentemente deveria ser trabalhada apenas num MBA de Gestão de Pessoas. O mesmo ocorre com a Gestão Financeira, Ética, Responsabilidade Social, e muitas outras matérias que irão oferecer ferramentas para a complexidade da atuação de um gestor. Se você não se vê usando as ferramentas do curso, pode ser que não esteja pronto para formação que ele proporciona. O melhor é procurar cursos técnicos de curta e média duração para garantir que você não fique desatualizado no mercado, mas sem exigir mais do que é adequado ao seu momento de vida.

 Outra possibilidade é a de você ter entrado numa instituição caça-níquel, sem uma análise andragógica da programação. Se for este o caso, é aconselhável que tranque o curso para não perder mais tempo e dinheiro. Procure uma instituição certificada pelos órgãos competentes, reconhecida pelo mercado e que realmente contribua com a sua formação, e tente aproveitar os créditos já cursados. Pode ser ainda, que você optou por uma especialização que não é adequada ao seu perfil profissional. Aí está a importância da entrevista que muitas instituições de pós-graduação usam como recurso na seleção de estudantes. Ao conversar com um profissional experiente, ele será capaz de identificar se o seu perfil é adequado pro MBA que deseja, e se não for, ajuda-lo a ver outras opções de curso mais adequadas para alavancar sua carreira.

ps: A quitina é um polissacarídeo. Ocorre naturalmente em diversos organismos, sendo o principal componente da parede celular dos fungos e do exosqueleto dos artrópodes.

 *Sibele Godinho é especialista em Gestão da Comunicação nas Organizações e coordenadora de Comunicação da Fundação Universa.