-Por Mírian Chueiri*-

O marketing de eventos insere-se na categoria de marketing promocional devido à sua natureza institucional. Valoriza a marca do patrocinador, maximiza a sua divulgação, reforça a sua imagem e torna a empresa mais conhecida. Ele se desenvolve por meio de patrocínio de diversas atividades culturais, esportivas, artísticas ou educacionais, e pode ser definido como instrumento de harmonização de interesses econômicos e culturais.

 Diante da crescente importância dos eventos promocionais, a autenticidade, a originalidade e a atualização de sua atividade enquanto negócio torna-se cada vez mais um produto de entretenimento que desperta maior atenção dos seus dirigentes com relação à sua organização, aplicação, competitividade e tendências.

 Compreende-se evento como uma reunião de um ou mais públicos em atividades de interesse comum, podendo ser definido como um fato ou acontecimento espontâneo ou organizado, capaz de provocar interesse e que pode ser explorado para fins mercadológicos. Para os comunicadores, evento é qualquer fato que pode gerar sensação e, por isso, ser motivo de notícia.

 Os empresários têm consciência de que a realização contínua de eventos focados para seu púbico alvo poderá fortalecer a imagem institucional de sua empresa e com isso fortalecer a sua marca junto aos seus consumidores de forma subliminar e menos agressiva ao mercado, o que poderá gerar maior fluxo de vendas, aumento da receita e retorno financeiro e promocional aos empreendedores.

*Mirian Chueiri é Coordenadora Cultural da Fundação Universa e Especialista em Gestão Estratégica de Marketing.