– Por Janine Costa* –

Para o ser humano é importante o encerramento de ciclos, por isso as promessas de ano novo são tão valorizadas. Carrega consigo uma forte simbologia na crença de que o homem pode alterar rotas e modificar histórias, mas, para que isto ocorra é preciso deixar no passado tudo aquilo que não tem trazido aspectos satisfatórios à sua vida, ou seja, os velhos hábitos, permitindo assim, a abertura ao novo.

Portanto, do ponto de vista comportamental, é fato de que os ritos de passagem do velho para o novo ano são fatores estimulantes à mudança. Momento propício para intenções e planejamento de novos comportamentos na vida pessoal e profissional. Porém, a intenção é só um pequeno aspecto na autêntica “modific-ação”. Conforme o próprio nome nos apresenta é só a nova AÇÃO e sua intensa repetição que produzirá um novo hábito que possibilitará a mudança desejada. No caso, a disciplina é essencial para esse processo.

Abandonar o velho clichê de que a boa sorte ajudará no novo ano e assumir a responsabilidade da mudança, por meio das ações individuais coerentes e de muita disciplina; é o primeiro passo para que o novo ano possa realmente trazer para qualquer um, uma nova vida.

 

*Janine Costa é coordenadora acadêmica dos MBAs Executivos.