You are currently browsing the tag archive for the ‘Projetos’ tag.

O gerenciamento de projetos como conhecemos, é a aplicação de conhecimentos, habilidades e um conjunto de ferramentas e técnicas aplicadas a um empreendimento.

Gerenciar projetos, ao contrário do que muita gente acha, não é nada complicado, basta você organizar as atividades em uma ordem seqüencial e voilá, temos um cronograma. Ou seja, começamos a trabalhar com uma das nove áreas de conhecimento em gerenciamento de projetos, conforme o PMBOK® do Project Management Institute®.

Conforme o PMBOK®, um projeto é “um esforço temporário, empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo”. Ou seja, além do cronograma criado pelo seqüenciamento de atividades, é importante determinar quais serão os objetivos, os custos e as entregas do projeto, registrando-os em documentos específicos, os quais se dão o nome de escopo, tempo e custo. Ou seja, com estas três premissas, é possível gerenciar qualquer projeto básico.

O que é o gerenciamento de projetos na prática?

É aplicar os conceitos do gerenciamento de projetos, às melhores práticas, conforme mencionado pelo PMI®, através do PMBOK®. Atrás da aplicação e da utilização de processos específicos utilizados desde o início até o encerramento de um projeto de maneira eficaz, é possível alcançar de forma significativa as probabilidades de sucesso e conclusão de um projeto, seja ele de que tamanho for.

A partir de uma adequação do modelo instituído por Richard Buckminster Fuller, o Professor Fernando Dantas, construiu um modelo chamado “Globo Geodésico” e o aplicou como parte da disciplina de gerenciamento de projetos, aos alunos dos cursos de MBA da Fundação Universa. Esta ferramenta proporciona através de aulas práticas, a aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas necessárias para o gerenciamento de projetos durante todas as suas fases.

Buckminster Fuller ficou mais conhecido pela invenção do Domo geodésico. Estrutura arquitetônica mais leve e forte com melhor relação custo/benefício jamais projetada. As cúpulas geodésicas, propostas por Fuller, são a concretização das suas pesquisas no sentido de encontrar o máximo de eficiência na tecnologia das estruturas.

Veja abaixo imagem do modelo criado pelos alunos.

083

Complexidade: desafio para o gestor de projetos

Por Nihad Bassis
Já faz algum tempo que o assunto “complexidade em projetos” vem ganhando destaque, afinal, gerenciar projetos envolve de fato inúmeras variáveis e conhecimentos cada vez mais diversos. Mas este conceito é novo?

A gerência de projetos em termos mais científicos é filha da Engenharia da Produção e tem como ciências parceiras a Administração e a Economia. Daí tamanha complexidade já desde o nascedouro da disciplinas tão famosa que é a Gestão de Projetos.

A adoção das práticas de gestão de projetos por tantas empresas tem sido um fator benéfico na evolução destes modelos de gestão – PMBOK entre outros – em sua forma de modelar e caracterizar os projetos dentro de contextos cada vez mais detalhados.

Falar em projetos complexos não é nada de novo, basta uma breve conversa com gestores de projetos em plataformas petrolíferas, usinas nucleares, sistemas de logística, sistemas metroviários entre outros.

A novidade que se impõe como necessária no campo da gestão de projetos complexos é que seus atributos identificados de forma mais clara prepara melhor os gestores a desempenharem suas atividades de gestão aplicando os melhores meios de gerenciamento em busca dos melhores resultados e uso de recursos.

Ficamos com a certeza de que projetos complexos são realidades antigas mas com novos cenários e desafios.

Twitter da Fundação Universa

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: