You are currently browsing the category archive for the ‘Fundação Universa’ category.

- por Sâmara Martins* -

O mundo globalizado com informações em alta velocidade traz transformações no cotidiano pessoal e profissional. A evolução tecnológica é o ponto forte nas organizações, além de facilitar os processos, colabora na comunicação. Essa mudança gera uma necessidade de atualização constante.

O profissional que não se atualiza perde o fio da meada e mostra o desinteresse pelo desenvolvimento pessoal e profissional. As organizações observam quem responde aos estímulos desse progresso e faz proveito dessas informações, investindo em pessoas que poderão contribuir para o crescimento da empresa. A procura e a oferta por cursos de curta duração cresceram bastante.

Para exemplificar melhor, a Universa Escola de Gestão em três meses realizou sete cursos de curta duração. Os mais procurados foram: Elaboração de Projeto Básico e Termo de Referência, Sistema de Contratos e Convênios – SICONV, Gestão de Conflitos, Resiliência e Mapeamento e Melhorias de Processos. Observa-se que as empresas têm investido na formação dos funcionários subsidiando os cursos. Os profissionais por sua vez devem aproveitar a oportunidade oferecida, isso é bom para a empresa e para o funcionário.

 

*Sâmara Martins é assessora educacional.

- por Janine Costa* -

Segundo matéria publicada no THE WALL STREET JOURNAL AMERICAS, em 07 de fevereiro de 2011, a Faculdade de Administração Harvard está modificando o seu currículo, conforme cita no texto: “A universidade provocou rebuliço há duas semanas quando informou que ia reformular de maneira significativa seu programa de MBA, acrescentando novos cursos requeridos com um foco maior em ética e trabalho em equipe.”

A Universa Escola de Gestão incluiu recentemente em seus programas de MBA Executivo e MBA em Planejamento Público, disciplinas como: Responsabilidade Social e Ética, além de privilegiar tais aspectos em seu currículo de uma maneira geral. Tal mudança se deu ao fato de nos pautarmos em pesquisas e estudos organizacionais recentes que apresentam que de nada vale estratégias de negócios visando ampliação de mercado e a conquista de clientes, se não é considerada a interdependência necessária para uma boa execução dos processos que compõem as redes sociais e cadeia produtiva.

Tal compreensão sinaliza uma nova visão do contexto organizacional, que pode ser retratada como uma gestão de negócios de maneira socialmente responsável, ecologicamente correta e com maior responsabilidade social. Para tanto, a educação cumpre seu papel de contribuinte na formação de lideranças que, por meio de um olhar integrado da sociedade, assumam um papel mais ético frente aos novos desafios da coletividade.

 

*Janine Costa é coordenadora acadêmica da Universa Escola de Gestão.

Twitter da Fundação Universa

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: